fbpx
Skip to main content

dia 4

dia 4

chico da tina

chico da tina

ESTILO - TRAP

TRAP


Chico da Tina (ou Francisco da Concertina, Viana do Castelo, 1996) é um afamado artista e trovador português, que começou a ganhar nome e notoriedade nas ruas, quando surgia em festas e convívios sempre acompanhado pelo referido instrumento (concertina).

Em 2019, lançou o single “Põe-te Fino” no Youtube, um trap (com concertina e castanholas) incluído no EP “Trapalhadas”, que rapidamente se tornou viral e já alcançou quase dois milhões de visualizações.

Ainda no mesmo ano, Chico da Tina lança o álbum “Minho Trapstar”, um registo com músicas repletas de letras críticas e caricaturais que, aliadas à sua imagem, resultam numa combinação inédita entre o trap, a concertina e as gírias regionais, conjugando a tradição e a modernidade como poucos. “Minho Trapstar”, “Romarias” ou “Freicken”, são alguns dos temas incluídos neste trabalho.

O mais representativo e original trapstar português editou posteriormente temas como “Viana Vice City” (2020), “Todo o Dia” (Prod. Lincoln & XB$) e “F*CK FOREX (Prod. Sahbeats & Palma)” feat eddy0, já em 2021.

“E Agora Como É Que É”, o novo álbum de Chico da Tina, já está disponível nas lojas e em todas as plataformas digitais.

dia 4

dia 4

MANINHO

maninho

ESTILO - POP BRASILEIRO

pop brasileiro


Nascido no Brasil, Maninho (A.K.A. Phelipe Ferreira) encontra-se a viver em Portugal há vários anos onde se afirmou, apesar da sua juventude, como um dos melhores guitarristas no nosso país, tocando, entre outros, com artistas como Mariza, Héber Marques ou Bárbara Bandeira.

Nos últimos anos, já em contexto de pandemia, e depois de uns anos apenas como instrumentista (onde assina com o nome de nascença Phelipe Ferreira), Maninho, longe de imaginar o que estava para acontecer, experimenta cantar alguns temas. O resultado foi tão entusiasmante que, em poucos dias, juntou-se com compositores e produtor em estúdio para começar a trabalhar nos primeiros temas.

“Foi tudo tão rápido! Num dia estava a experimentar cantar, passadas semanas estava em estúdio a gravar e não passaram três meses até assinar com a Warner. Há muitos anos que partilho o palco ou o estúdio com grandes artistas, o que tem sido uma escola e um privilégio enorme. Agora estou desejoso que as minhas músicas cheguem às pessoas e que eu possa apresentá-las ao vivo.” conta Maninho.

Recentemente lançou a música "Até ao Fim" que faz parte da banda sonora da Telenovela Cacau, em exibição na TVI.

dia 4

dia 4

OSKAR.DJ

oskar.dj

DANCE / ELECTRÓNICA

dance / electrónica


Vinte e cinco anos de carreira valeram-lhe o título de um dos DJs mais carismáticos de Portugal, dando-lhe a oportunidade de tocar em clubes como Sound Planet, Pacha, Locomia, Vaticano, The Day After, Império Romano, Sushi, Vinyl, W e Karma. Ele partilhou a cabine de DJ com todos os principais DJs nacionais e vários DJs internacionais. Alguns exemplos incluem Little Louie Vega, dj Vibe, Tiefschwarz, David Vendetta, Julian Poker, David Alvarado, Chus & Ceballos, Lexicon Avenue, Luca Ricci, Kenny Hawkes, Idjut Boys, Rob di Stefano, Victor Simonelli, Jay J, Dave Angel, Kevin Yost, Carlos Fauvrelle, Silicone Soul, Peace Division, Mastiksoul, Roman Lieske, Oscar de Rivera, Angel Moraes e Mendo.

Em 2004, lançou o seu primeiro disco chamado Oskar, dj & Asthro pres. Tribal de Coimbra - Deep Beside Us (Protection), produzido com o seu amigo de longa data Samuel (Asthro). Este disco foi lançado na Tribo Recordings de Chus & Ceballos, uma das subetiquetas da Stereo Production. Também nesse ano, iniciou o programa de rádio chamado "A Spiritual Journey" na Mix FM, Lisboa. O seu programa de misturas, quer através do ar ou da internet, é recebido com grande entusiasmo por um grande número de ouvintes que preferem o seu som a qualquer outro.

Em 2005, outra surpresa aparece em vinil. Oskar.dj & Asthro, em colaboração com o duo de percussionistas Safrishow, lançam dois temas que são tocados internacionalmente, apoiados por uma boa distribuição internacional.

Mas dentro de vários projetos lançados, sem dúvida, destaca-se o remix de 2007 de "Oskar.DJ e Babalu" para a faixa original de Carlos Fauvrelle "Riliz the Pressure". Este trabalho foi lançado na "Meridua Recordings" juntamente com versões de artistas como "Jaimy" ou "Joubin".

O seu estilo versátil permite-lhe realçar faixas como "So Sexy" dos principais produtores mundiais "Jamie Lewis & Dj Pippi". O remix "Oskar.DJ & P. Carrilho" surgiu com uma imensa procura na radiodifusão e nos sets de DJs. O reconhecimento disso é a sua inclusão no CD "Annual Mix 2007" da "Vidisco" e também no "Club Kaos Vol.5" da "Kaos". Juntaram-se para remisturar a faixa "Southboys - Organik", uma grande faixa cantada por Dilek Taskin e que tem sido um sucesso desde o início de 2008. Foi incluída na compilação "Portugal Night 2008". Naquele verão, também produziram o remix de "Musique d'Amour" de Mick-A-L. Houve uma reação fantástica do público a Dilek Taskin e foi com certeza um dos principais sucessos do ano, incluído em várias compilações da Vidisco como "Ministry of Sound Annual Summer Portugal", "Club Kaos, vol.18" e "100 Hits Dancefloor vol.2". Ainda em 2008, através da Loop 128 Records, o remix de "We" de Pedro Diaz desperta os fãs deste duo.

Em 2009, conseguem a sua versão de "Rap das Armas" de Cidinho & Doca incluída num pack com outras versões de artistas como Gregor Salto, D.O.N.S, Nari & Milani, Prok & Fitch, Noferini e Mastiksoul. Este foi lançado pela Ultra Recordings, EUA. Oskar.DJ continua, portanto, a ganhar notoriedade na produção.

Em 2010, o duo traz outra 'jóia' com a sua brilhante interpretação club de "Salvation (bodyshakin')" de This Way, também lançada na América pela Soundgroove Rec., tornando-se até à data uma das cinco faixas mais descarregadas deste rótulo na loja online Beatport.

Não só isso, mas com uma agenda tão preenchida, ele estabeleceu uma relação crescente com o seu público, cativando os principais clubes e produtores em Portugal. A sua renomada qualidade sonora, juntamente com uma descontração incomum por trás de cada deck, fazem dele um artista em expansão com ainda muito a oferecer à música de dança.

dia 4

dia 4

Mayara AZEVEDO

oskar.dj

Funk / electrónica

dance / electrónica


Mayara Azevedo nascida e criada no Brasil (Rio de Janeiro), influenciada pelos seus ritmos e cultura, é na Europa que encontra a sua afirmação, sendo hoje uma das maiores revelações do género.